• ÁS VEZES ALEGRIA, OUTRAS VEZES TRISTEZA, MAS SEMPRE MULHER...

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Apenas um abraço...





A pouco e pouco vamos desvendando o mistério, que se esconde
atrás dos nossos sentimentos.
Na cumplicidade, da nossa vida  onde os momentos fazem a felicidade..
Somos donos dos nossos atos , mas não donos dos nossos sentimentos.
Não somos culpados pelo que sentimos sem querer...sem notar
Há certas horas que não precisamos da paixão, não queremos beijos
Só queremos a mão no ombro , o abraço apertado ou mesmo estar
quietinho sem dizer nada.
Outros há que precisamos de sentir, o bater de um coração tão
assustado e descontrolado como o nosso.
Porque ama-se pelo cheiro, pelo toque ,pelo mistério, a paz ou a
tormencia que o outro nos provoca.
O amor vêm do coração,talvez por isso ás vezes tentamos desviar-nos
dele.
Porque o coração não têm lógica nem  racionalidade ,apenas tem
 sensibilidade e sentimentos.
E se a escolha tiver que ser entre a mente e o coração?
É complicado!!
Porque o coração dá a razão , a mente é como uma criação nossa
sujeita a ERROS.
O amor nunca tenta mudar a pessoa em função do outro , aceita-se
tal como é.
Assim amar é confiar , perdoar e compreender que o outro é tão
humano quanto nós.
Amar é não saber ...
É não seguir conselhos já dados .
Amar é continuar á espera , mesmo quando não se pode esperar mais
Amar é trocar olhares , mais do que mãos dadas e sorrisos.
Amar é ter de virar a página , quando continuamos na anterior.
Amar é ...
Amar é tanto que não se explica, sente-se.
Entendo que por trás de cada palavra o amor brinca de
esconde-esconde
Vou continuar a soltar pedacinhos de coração
Até que um dia encontre o amor e ele possa completar-se
 em alguém.
E hoje , bem hoje queria não ter de dizer nada
Queria apenas um abraço...



domingo, 29 de abril de 2012

Obrigado por este selo




Este selo maravilhoso recebi do meu amigo Giuliano.M
(http://lumiarodia.blogspot.pt/)

A regra é responder a este quiz e fazer as indicações:

Diga uma coisa óbvia sobre ti: Escrever é o meu refugio
Qual o teu maior medo? Depender de terceiros
Qual tua cor favorita? Preto/Azul
O que mais gosta de fazer? Caminhar junto á praia
Qual estação do ano prefere? Primavera
Qual teu vício? Tentar perceber o porquê de certas atitudes
Qual a coisa mais maluca que fizeste? Viver depois de quase me "matarem"
Qual a coisa que mais odeias?Falsidade,egoismo
Se pudesses mudar algo em ti o que seria?  O medo de me entregar a alguém
Qual tua viagem dos sonhos? Roma

Indico este selo para os blogs:

(Somente os favoritos)
 
 
 
 
Agradeço ao meu amigo Giuliano , a amabilidade que teve para comigo
ao recomendar o meu blog para receber este selo fantástico.
Um abraço de verdade guarda segredos e divide alegrias.
Obrigada pelo vosso abraço
Beijinho:))
 
Isabella

sábado, 28 de abril de 2012

Dizem...


Dizem que para o amor chegar , não tem dia nem hora
Nem momento marcado para acontecer.
Ele vem de repente e instala-se no mais sensívél dos nossos
corações.
Acredito que sim...
Mas percebo também que pelo fato desse momento , não ser determinado
pelas pessoas, quando chega,quase sempre os sintomas , são arrebatadores.
Vira tudo ás avessas e a confusão prolifera ,dentro de nós.
Quando duas almas se encontram , o que realça primeiro , não é a aparência
fisíca, mas as semelhanças que não se veem.
Elas se compreendem e sentem a falta uma da outra.
Entristecem se por não se terem encontrado antes, afinal tudo poderia
ser diferente.
No entanto sabem que o caminho tem várias direcções.
É como se elas falassem , além das palavras , entendessem a tristeza
do outro a alegria o desejo ,mesmo estando em lugares diferentes.
Quando duas almas se entrelaçam passam a sentir saudade.
Almas que se encontram , podem sofrer bastante ...muitas vezes tais
encontros , acontecem em momentos onde não podem extravassar
toda a plenitude, do amor que carregam.
Toda a alegria de amar e querer , compartilhar a vida com o outro.
Toda a emoção contida à espera do encontro fatal.
Desejam coisas tão simples , mas que se tornam ímpossivéis de viver.
Coisas como , ver o por-do-sol , caminhar por uma estrada com lindas
árvores , ver a noite chegar, ir ao cinema comer pipocas , rir e brincar
Brigar ás vezes, para fazer as pazes de uma forma especial...
Amor é amar , muitas vezes sabendo que no dia seguinte , poderão
ter de se afastar, sem que a despedida se faça presente.
Porém ,muitas vezes eles encontram-se num tempo e num espaço
diferente do que as suas realidades , possam permitir.
Mas depois que se encontram , ficam marcadas e ainda que nunca
venham a caminhar juntas, elas jamais se esquecerão, uma da outra.
E o mais importante é que se irão encontrar em algum lugar.
Almas que se encontram, jamais se sentirão sozinhas.
Porque sentem-se ligadas , qualquer que seja a distância
fisica entre elas .

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Eclipse

Hoje decidi partilhar com vocês esta linda história de amor...
"Quando o Sol e a Lua se encontraram
pela primeira vez eles apaixonaram-se
 perdidamente e a partir dai
comecaram a viver um grande amor.

Acontece que o mundo ainda nao existia
e no dia em que Deus resolveu cria-lo
deu ao Sol e a Lua o toque final: O BRILHO!

Ficou tambem decidido
que o Sol iluminaria o dia
e que a Lua iluminaria a noite.

Sendo assim, o Sol e a Lua
seriam obrigados a viverem
separados para sempre.

Abateu-se sobre eles
uma grande tristeza
quando tomaram conhecimento
de que nunca mais se encontrariam.

A Lua foi ficando cada vez mais amargurada
mesmo com o brilho que Deus lhe havia dado
tornando-se cada vez mais solitaria.

O Sol, por sua vez havia ganho um titulo
de nobreza, o de "Astro-Rei", mas isso
tambem nao o fez feliz.

Deus entao chamou-os e explicou-lhes:

"Voces nao devem ficar tristes, porque agora
ambos possuem um brilho proprio".

"Tu Lua, iluminaras as noites frias e quentes
encantarás os namorados, e serás diversas vezes
motivo de poesias".

"Quanto a ti Sol, sustentaras o titulo de "Astro-Rei"
porque seras o mais importante dos astros
iluminando a terra durante o dia e fornecendo calor
para o ser humano. E a tua simples presenca
fará com que as pessoas sejam mais felizes".

A Lua entristeceu-se muito com o seu terrivel destino
e chorou dias a fio... Ja o Sol ao vê-la sofrer tanto
decidiu que nao poderia deixar-se abater, pois teria
que dar forças a Lua, e ajudá-la a aceitar o que havia
sido decidido por Deus.

No entanto a preocupação do Sol era tao grande
que este resolveu fazer um pedido a Deus.

"Senhor, ajude a Lua por favor. Ela e mais fragil do
que eu e nao suportara a solidão ...".

E Deus na sua imensa bondade
resolveu criar as estrelas para fazerem
companhia a Lua.

A Lua sempre que esta muito triste
recorre as estrelas que tudo fazem
para a consolar, mas quase nunca conseguem ...

Hoje Sol e Lua vivem assim ... SEPARADOS.

O Sol finge que é feliz...
A Lua nao consegue esconder a sua tristeza ...
O Sol ainda arde de paixão pela Lua ...
A Lua ainda vive na escuridão da saudade ...

Dizem que a ordem de Deus era que a Lua
deveria ser sempre cheia e luminosa ...
Mas ela nao consegue isso ... Porque ela e
mulher, e uma mulher tem fases ...

Quando feliz consegue ser cheia ...
Mas quando infeliz é minguante e quando é minguante
nem sequer é possivel ver o seu brilho.

Sol e Lua seguem o seu destino ...
Ele solitario mas forte ...
Ela acompanhada pelas estrelas mas fraca ...
Deus decidiu que nenhum amor neste mundo seria
de todo impossivel. Nem mesmo o da Lua e o do Sol.

E foi entao que Deus criou o ECLIPSE!

Hoje em dia o Sol e a Lua
vivem a espera desse instante
desses raros momentos que lhes foram concedidos
e que custam tanto a acontecer.

Quando alguem, a partir de agora, olhar para o ceu
e vir que o Sol encobriu a Lua, e porque ele se deitou
sobre ela e começaram a se amar.

E esse acto de amor se chama ECLIPSE.

Importante é lembrar que o brilho do êxtase deles
nesse acto é tao grande que se aconselha a nao olhar
para o céu nesses momentos, porque os olhos podem cegar
de ver tanto amor."









É uma bonita história de amor, só é pena ter um final "triste"...e eu não gosto nada de finais tristes.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Pedaços Silêncio


Não sei porque continuo soltando a alma
Salpicando com pedaços de silêncio, as palavras que grito ao vento
Não sei porque teimo em acreditar que hoje pode ser o dia
Grito ao vento os sentidos despertos e pinto nas cores , do meu
sonho todas as emoções.
Solto o pensamento nas tempestades que me assolam e deixo
que as rajadas transportem para longe, esta mágoa do passado.
Nos meus olhos nascem gotas ,que se transformam em rios e
inundam a minha alma .
Não sei porque choro, porque sorrio, porque sonho, porque desejo, não sei...
Um dia vou acreditar no destino , fechar os olhos e deixar o vento
levar-me onde ele quiser.
Enquanto esse dia não chega pergunto  , se haverá
a pessoa certa , para cada um de nós?
Porque as janelas da vida , estão abertas para amores e decepções
Para pessoas que não sabemos se são certas
Certas na hora de amar
Compreensivas, na hora de ajudar
Sinceras, na hora de desejar
Aconchegantes, como as noites de luar
Firmes ,como o chão que pisamos
Sensiveís como a luz que nos toca
Insconstantes, na hora de caminhar
Como saberemos então se as pessoas que
encontramos , são certas ou erradas?
Nunca saberemos , o essencial é
AMAR



segunda-feira, 23 de abril de 2012

Brincar de faz de conta...


  Lembras quando  resolvemos brincar de faz de conta?
 Nos encontros durante a noite ...
 Nas tuas mãos trazias as palavras mais doces .
 E eu nas minhas carregava a sede de as beber
 Eu teci canções e palavras aquecidas, no fundo da minha alma
só para te abracarem na chegada e aconchegarem na partida.
Nos vazios da escuridão ,costurei sombras de noites e dias,
vislumbrei mil cenários possivéis.
Ao longe na penumbra, sentia o teu respirar , muito ao de leve
Sem regras , embriagante e marginal que ao mesmo tempo
me alivia  e sufoca!
Lembras quando estabelecemos limites?
Não sabiamos que no jogo do faz de conta  o desejo sobrepõe-se
 ao querer!
Entre nós paira uma paixão louca que arrepia e faz temer
Não percebi que me querias
Não percebeste que te quis
Usei de artificios, gastei truques e saberes, deixei o meu perfume
na tua pele.
 Esqueci a minha boca no teu corpo, pensei que isso te faria meu!!
Lembras quando quisemos parar?
Não penses que não te desejei.
Não digas que eu não quis
Eu só me assustei,ao sentir que não dominava o meu querer.
Colei os meus olhos no teu mundo, guardei cada passo teu, cada
  bocadinho que soltaste.
Não digas que não quiseste
Não penses que eu não quis
Eu apenas tive medo de ser feliz
Asseguro que nas horas vazias entre a noite e o nascer do dia
as mãos percorrem voôs enigmaticamente perfeitos, procurando
texturas e gritos mudos.
A escuridão e o vazio do quarto , são cúmplices neste
 jogo de faz de conta .
Ninguém nos avisou quando o faz de conta acabou e continuamos
a brincar...
Eu fazia de conta , que não sabia onde me podias levar
Tu fingias acreditar que eu sabia onde parar.
Mas eu sou a duvida do dia e a certeza da noite , eu sou
a principal razão do problema.
Eu queria entender porque não consegui fingir que não te via
Porque não consegui parar de fazer de conta
Entende o lado bom, nem tudo é aflição
Ficamos com o sonho , ao invés da punição.
Lembras quando brincamos aos amores?
Amores certos , destinos opostos.
 Não significa que não haja sentimento.
Alguns amores duram para sempre, outros se renovam.
Alguns perdem-se por aì por falta de cuidado .
Mas muitos teem que morrer antes de começar...

sábado, 21 de abril de 2012

O visível do invisível



É tão forte o pensamento, que é possivél abraçar-te  em silêncio como
o sopro da brisa do mar que me acaricia .
Quero mergulhar nas tuas águas e descobrir o teu corpo.
Quero estar nos teus braços no calor dos teus olhos.
Do teu corpo,quero acariciar-te, florescer no teu carinho.
Ser rosa dos teus beijos.
Ser flor da tua alma.
Não quero partir!
Não quero que vás!
Só quero ficar no teu abraço , persegue-me agora esta saudade
É a ausência do visível, na presença do invisível
Saudade dos beijos, do sussurro no ouvido...
Saudade da palavra terna, que tens sempre para mim.
Da presença invisível do teu olhar, sem dizer qualquer palavra.
Quando tenho os teus olhos?
Eu sei ,ambos sabemos ...
A verdade mistura-se com o faz de conta
Algumas coisas são verdadeiras , acreditando nelas
ou não!
 Por isso tantas vezes quero esquecer , aquilo que
faço tudo para lembrar.
Chega-me saber que tenho a tua presença.
Mesmo tendo a ausência do visível.
És tu parte importante do meu universo
Mesmo longe decifras todos os segredos do meu coração
Tu sabes
Já me conheces
Vais conhecendo
Mesmo na ausência do visível e na presença do invisível.
consegues ver para lá de mim.
Entra de olhos abertos ou fechados , tanto me faz, desde que
não digas nada...
Apenas quero os teus gestos
A tua voz, conheço a algures daqui...
Entra apenas como sempre , com os olhos , com as mãos
e com o teu coração
Entra pelo invisível e apaga esta espera tão visível em mim
Entra em mim devagar,não acendas a luz, nem dissipes
o silêncio.
Entra com cuidado
Com o cuidado de ficares mais um momento!



quinta-feira, 19 de abril de 2012

Dois corações...




Gostaria de escrever uma mensagem diferente , original nas palavras
na beleza, no estilo e principalmente na sua essência .
Uma mensagem que descrevesse com clareza o sentimento que sinto
 por ti.
Que não houvesse tristeza , mas sim que fizesse os teus olhos  brilharem
e os teus lábios sorrir .
Torna-se cada vez mais claro que não conseguirei encontrar a palavra
exacta , para demonstrar o que sinto neste momento!
Sei apenas, que  são dois corações que já percorreram, caminhos diferentes
separados.
Um que já caminhou numa tempestade, quase se perdeu e por isso
já conheçe o outro lado amargo do amor.
E que hoje vê a vida com outros olhos, muitas vezes só com
a razão, tentando esconder a emoção.
O outro é um coração novo que tem muito por descobrir ,pois
já chega de desilusões, mas está aberto esperando tudo
acontecer.
É bem verdade que todos nós passamos por decepções, de vez
em quando por parte de pessoas.
Mas não devemos ficar amargos , devemos sim ter um sorriso
alegre , porque não são musicas que fazem a gente chorar e sofrer.
São pessoas, gestos, palavras e atitudes.
Por isso não se deve julgar o que está por fora , mas sim tentar
descobrir o que está por dentro.

terça-feira, 17 de abril de 2012

Esperança...


A chuva cai , lá fora
Estive a olhar a rua , através da janela
Vendo as gotas a cair plim, plim
Vaguei pela casa , acendi uma vela
Sentei-me no sofá , com o meu cappuccino
quente e ali fiquei...
Perdida nas perguntas sem resposta , parei para pensar
onde errei, onde acertei, que caminhos deveria ter percorrido.
Quais os que tropecei, tantas perguntas , tão poucas respostas
Que motivos me fizeram abdicar de tudo em busca daquilo
que não sei se  encontrarei?
Quem gostou? Quem criticou? Não importa, não quero saber!
Olho para trás e encontro o semblante carregado de uma
 menina perdida , com receio de olhar bem  por dentro
de si mesma.
De pôr a descoberto todos os seus encantos e desencantos.
De  condenar a sua alma ao tentar decifrar os seus segredos .
Agora aqui sentada neste sofá vejo uma menina há muito
esquecida , num corpo de mulher.
A menina perdida aos poucos  vai se encontrando...
Há dias assim...
Caímos pensando não mais se levantar e levantamos!
Choramos ,pensando não conseguir sorrir e sorrimos!
Quase odiamos , pensando não conseguir amar e amamos
mais e mais .
Duvidamos  pensando não conseguir  acreditar outra vez
e voltamos a acreditar!
Levantamo-nos . choramos ,sorrimos,amamos, acreditamos
sem duvida a vida é bela.
O resto são partidas que a vida nos prega para nos testar.
Foi esta  força que fez a menina se tornar mulher e aprender a
viver e sobreviver , essa força chama-se ESPERANÇA.


segunda-feira, 16 de abril de 2012

Pequenos nadas...



                A nossa vida é feita de pequenos "nadas"
             Esses "nadas" são feitos de momentos
                Os momentos feitos de dias
                E os dias fazem a nossa vida
                Por tudo isto peço-te
                Beija-me enquanto estou aqui
                Ama-me quando eu estiver errada
                Agarra-me quando eu quero fugir
                Abraça-me quando eu tiver medo
                Procura-me quando não estou   
                Lembra te quando eu me for...

Coisas inexplicavéis , acontecem na vida de uma pessoa
Foi o destino que nos aproximou, as tuas palavras cativaram-me
A tua doçura encantou-me
A tua inteligência agarrou-me!


domingo, 15 de abril de 2012

Sim, sou eu...

Vou anotar as minhas dúvidas na areia da praia
Para que possas ler !
Mesmo sem querer eu sei ...
Não me enganes, peço-te!
Olha-me nos olhos e decifra-me a alma
Procura as asas que me ofereceste , e deixa-me
voar para além de mim.
Quero pousar num ponto de fuga. de uma
qualquer linha linha do horizonte!
Sim,sou eu...
Quero sair para perto da praia , onde o mar
me adormece os sentidos.
Onde a morfina existe em forma de sais
e reflexos de espuma...
Sim, eu  cujo nome uma onda apagará num
simples sopro de vento esquecido , nesta praia
deserta, feita de mil grãos de areia.
Sim, sou eu...
Insuspeita, de passos nada calculados , de sensações
 jamais esquecidas.
 Delicada no olhar...perturbadora no quase falar
Silenciosa como a vida
Seguirei em frente por um caminho onde
haja vento batendo no rosto, musica
tocando no ar e flores de primavera...

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Pontes...


Nas asas da minha solidão, a minha alma doí em silêncio
Nestas noites de medo,abraço o vazio da tua ausência
penetrante!
Nos meus olhos nascem rios, de tristeza absoluta
Lanço os meus sentires ao mar da vida ,procurando um
mundo salpicado de montanhas brancas e vales de flores
Estendo as emoções, moldo-as nos sonhos e flutuo na
 brisa da tua boca , que me embala .
Voam até ti , beijos,abraços,caricías de uma doce saudade!
Deslizo as mãos pelo tempo, recolho gotas que guardo
 em mim, transformo o passado destruido por um
coração que chora.
Perdida por entre os ramos da vida e dos sonhos
Perdida por sorrisos e lágrimas
Construo caminhos que eu tracei ,para não me perder
Ergo pontes para atravessar calmamente, nesta longa
caminhada.
São as pontes feitas de olhares...
Porque com o olhar acaricia-se sem usar as mãos
Beija-se sem unir lábios ,abraça-se sem se tocar
Na cumplicidade de um olhar , entrelaça-se corpos,
 transpiram-se sentires e sabores!
O meu olhar...
Quando ele , olha profundamente para alguém
trespassa o fisico e penetra no mais intimo do seu
pensamento, tentando desvendar os seus segredos
mais secretos.
Os nossos olhos são pontes de ida e volta
São espelhos que involuntariamente , mostram quem
somos e o que sentimos.
São a chave do nosso sentir!
Nestas noites de medo ,dá-me as tuas mãos
sem tempo,deixa-me ler nelas as linhas que se abrem
nos trilhos tão teus .
Sinto no sorriso dos teus olhos que sempre me soubeste
percorrer.
Que sempre me sentiste no caminhar ... nos passos do
encurtar distâncias e do aconchego das palavras.
Deixa-me percorrer o teu sorriso num abraço dado
no meio da rua .
Deixa-me sentir o céu no meu ouvido e lembra -me
num  sussurro que a escuridão é apenas o luar
Dançando ao ritmo do teu respirar ,perco -me
num beijo de lua , que um dia te vou dar...

Não poderia deixar de referir que hoje é o dia do beijo e como tal , deixo um beijo enorme
a todos que me visitam. Fico feliz por se lembrarem de mim, Obrigada.
        Beijo,beijo...beijo

           Isa




quarta-feira, 11 de abril de 2012

Somos...



Não sei descrever a dualidade de sentimentos
que me consome a alma
Um misto de admiração que se confunde
com um querer invulgar!
Uma sede de saber mais e mais de ti
São duvidas que penetram no meu corpo em suaves
e doces caricias,devolvendo-me a sensação
de que vale a pena esperar
Escuto em silêncio a musica que nos "uniu"
que nos prendeu o olhar e não nos deixou
mais distanciar
Tudo é imaginação quando fecho os olhos e te vejo
Sei que sinto a tua falta e estou onde estás
Mesmo sem que saibas ou te lembres de mim
Enquanto não te posso ver , ficarei deitada
a sonhar contigo, a desejar-te
Fico a olhar a lua e assisto ao bailado das estrelas
Sim porque elas dançam para mim
E nas lágrimas retraídas, nos segredos em que creio
Espero ansiosamente por te beijar
Dos teus braços sinto o calor
Que me envolve em sonhos e sentimentos profundos!
ADORO-TE e nunca te beijei
e nesse beijo que te não dei
Guardo as palavras que dedico a ti
e todas as outras que busco para mim
Tu , tal como eu sabes que somos feitos de pedaços de saudades
Pedaços do que fomos e do que seremos.
Somos sonhos, esperanças, poesia, somos medo, intensidade, luz ...
Somos pedaços grandes e pequenos, de felicidades e isso
é a melhor coisa que pode existir!


segunda-feira, 9 de abril de 2012

Se eu fosse um anjo

Eu tive um sonho
Sonhei que estava a falar com um anjo
Um lindo anjo de olhos brilhantes no paraíso
Eu não queria acordar,só queria sonhar
Com seu sorriso lindo,que me ilumina
Com a sua voz doce em cada palavra que  escreves
O meu coração pulava, era dificíl de entender!
Mas sei que me entendia , não precisei dizer nada
Apenas olhava em seus olhos
Rindo como crianças felizes , cheias de amor e ternura
Brincamos felizes
Abrindo totalmente o nosso coração
A alegria de viver ,a ternura de amar
A certeza de compreender ,compartilhar
Mas sempre com muitos sorrisos , muita alegria
Descobri que o meu anjo  está comigo
Apesar da distância , estamos juntos nesta madrugada
Tão fria mas ao mesmo tempo tão quente
 
 
 
Se eu fosse um anjo
brincariamos nas nuvens e eu me transformaria
em algodão doce ou em flocos de espuma
para tu sorrires de alegria e admirares o meu "dom"
para enfim, gostares só de mim

Se eu fosse um anjo
Tomariamos gelado de morangos celestiais
nas taças de ouro das fadas, com biscoitinhos
de paz e creme de quero mais

Se eu fosse um anjo
Faria de ti um anjo também e flutuaríamos
num céu de estrelas brilhantes
Nos vestiríamos de poesia e
fariamos amor ao luar!

Se eu fosse um anjo
Se tu lembrasses que eu existo
Tudo seria diferente!
Juntava o meu coração ao teu e
nos amariamos eternamente!

Quando os nossos sonhos acabam fica um vazio imenso,uma vontade de parar o tempo...

sábado, 7 de abril de 2012

Tudo e Nada





Foi como um sopro pareceu magia
Longe, distante
Mas tão presente em mim
Éras tu
És tu meu querido
É este o carinho que sinto
São as saudades que tenho
Estás tão longe, pareces tão perto
Onde estás?
Não te vejo!
Vem ter comigo , estou aqui ao pé de ti
Tão longe mas tão perto, fica comigo!
Um instante só que seja , fica aqui
Agora, vem...
Quero ver o teu sorriso
Preciso do teu olhar
Porque mesmo longe , sinto-te perto
Tão perto....
Quando tudo parece longe, existe algo tão perto
Uma  alma
Uma sombra
Uma imagem
Uma palavra
Um sonho que vagueia dentro de nós
Tudo existe para nós e nada também
Basta fechar os olhos e ver
Olhar bem dentro de nós e sentir
Somos tudo e nada
Existimos
Vivemos
Suspiramos
Amamos

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Momentos


                                          Momentos há que nos desligam da vida
                                          Que nos desdizem sabores
                                          Que nos levam por arrasto
                                          Momentos há que  tudo se torna uma miragem
                                          Perseguimos algo que nem sabemos se alguma vez
                                          encontraremos.
                                         Uns conseguem outros não
                                         Mas a vida, nem seria vida sem essa busca constante
                                         Perseguimos a miragem, tenho para mim que superamos
                                         o tempo e aproximamo-nos da condição de deuses
                                         Há de fato momentos assim em que a magia , o sonho
                                         nos toma suavemente conta do ser
                                        Tudo o resto se torna invisivél , nada mais importa, a
                                        não ser essa miragem , que nos  guia os passos
                                        E que nos enche de sorrisos e nos faz voar
                                        Há momentos que não somos , não sentimos
                                        Há instantes que nos perdemos, não olhamos
                                        Há momentos em que deveriamos apenas ouvir o coração
                                        Há momentos que...

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Vou Partir...


               Vou partir na hora incerta de um amanhã ,por descobrir...
               Por bagagem levo apenas a vida que sempre sonhei.
               Nos olhos levo a esperança de que esse mundo existe realmente!
               Nas mãos o vazio de nada ter e a ânsia de tudo querer
               Nos lábios guardo todos os beijos que nunca dei
               No coração  o amor que tenho para dar
               No pensamento as palavras que sonho dizer
               No corpo sinto a  liberdade de  ser eu mesma
               Nos braços carrego a leveza de um abraço apertado
               Nos pés e nas pernas o cansaço de uma longa caminhada
               E o desejo de chegar depressa .Mas onde?
               Para onde ir?Valerá a pena?
               Talvez...