• ÁS VEZES ALEGRIA, OUTRAS VEZES TRISTEZA, MAS SEMPRE MULHER...

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Onde Estarás



Tantas noites sem estrelas se passaram, tantos dias de uma infinita dor..,
Milhares de  batidas de um coração solitário onde as horas se arrastavam
sem muito a esperar.
E nos caminhos que percorri, senti  a solidão de nunca o encontrar!
E foi então, que numa noite, ele chegou sem ela esperar.
Ela sentia  que já o conhecia em vidas passadas, mas não compreendia
porque não conseguia disfarçar.
Queria  explicar ao  coração as coisas que ele não sabe decifrar, queria
 falar das vontades permitidas se um dia amar.
Não queria apenas contar, as  dores  e que o meu peito sangra, muitas
vezes quando ,as lágrimas se misturam com outros olhares.
Queria falar da sensibilidade  que os meus olhos  avistam e do sentimento terno
 que de mim se apodera quando escondes o teu pensar.
Estas palavras, que escrevo agora,  são apenas parte de mim e não é tudo o que sinto .
Porque o meu sentir, não caberia em mil folhas, nem em todas as palavras, que eu possa conhecer.
Sei dos meus desejos e dos meus sonhos.
Sei dos meus medos e sei da força que pulsa em mim.
Sei desta vontade de viver e te mostrar mais além da minha fragilidade!
Podes acreditar que o meu mundo é o mesmo que o teu e que apesar das pedras
eu consigo plantar flores.
Naquela manhã acordei  com uma vontade estranha de ganhar o mundo.
Queria desesperadamente conhecer o mundo que há para lá das tuas palavras.
Nesse mundo de palavras,não encontro  as exactas para demonstrar o meu
sentir.
Na escuridão deste quarto, e na musica que toca lentamente, o meu coração
reclama que  me entende.
E faz me sentir que não existe tempo nem distância,que possa  tirar-te
de dentro de mim.
Onde estarás na madrugada,quando o meu sono vai embora e o pensamento
chama por ti?
Onde estás quando a lua sorri e as estrelas pronunciam o teu nome?
Onde estás,quando o meu coração parece um barco à deriva e pede para
voltares?
Onde estás, além de aqui, dentro de mim?
Se um dia chegares, vou agarrar  nas tuas mãos ,de olhos fechados e é assim que te vou
abraçar.
Vou  partilhar contigo,  os sentimentos que guardei e o carinho que tenho escondido.
Depois  caminharei pela vida  , quero sentir  a brisa a  acariciar me  a pele sem
 por um instante ,me lembrar daquela ferida.
Contarei os desertos que atravessei e as luas que esperei passar até a tua chegada.
Prometo que quando  o dia se fizer noite, cobrirei o teu corpo com beijos e te aquecerei
 com a minha pele até que te sinta protegido, com o meu calor.
E assim adormecemos cobertos de sonhos de amor.
O EU e o TU ,acabará e será apenas  o NÓS e nunca mais teremos medo das noites
 frias, a sós.


4 comentários:

  1. Olá mudinha :) texto lindo... lindissimo, como sempre és a minha Poeta preferida, dou por mim a ler o texto vezes sem conta :) Parabens, está muito bonito. Bj Grande TyMar.

    ResponderEliminar
  2. Mais um texto carregado de sentimentos, muito bonito.

    parabéns



    (Um Ilustre desconhecido)


    ResponderEliminar
  3. Escreves palavras carregadas com sentimento, palavras ecoam até no mais frio coração.

    ResponderEliminar
  4. Gostei muito :)Beijinho e boa semana*

    ResponderEliminar

Foi no dia que aprendi a deixar que descobri o verdadeiro significado de se ter !Aqui deixo palavras normais, que pretendem ser doces, para descrever situações, sentimentos, momentos de uma vida completamente normal...
Por tudo isto o seu comentário é muito importante para que eu possa melhorar cada vez mais o blog.
É sempre uma alegria saber que você, consegue um tempinho
para visitar o meu abraço...
Não aprovarei qualquer tipo de linguagem inapropriada, ofensas ou discriminação.Obrigada